Diego Akel para Feminize

Quem já viu os vídeos da nossa campanha 2012, Lingerie à Brasileira, deve ter reparado que eles são cheios de ilustrações, animações, cores e muita vida. O responsável por isso é o designer, pintor, ilustrador, fotógrafo e desenhista (ufa!) Diego Akel.

Nós conversamos com ele para saber um pouco mais de sua vida de artista e da carreira nesse ramo. Tudo o que ele nos contou vocês conferem abaixo.

Animando o mundo

“Sempre gostei de cinema e de desenhar, e a animação acabou sendo uma consequência disso. Comecei a fazer meus primeiros experimentos ainda no colégio, aos 15 anos. Com a câmera emprestada de um colega, fiz meus primeiros filmes em stop motion, animando objetos da minha escrivaninha, e ganhei alguns prêmios no festival de cinema organizado pelo colégio, o que foi um grande incentivo.”

Ilustrando a vida

“A partir dos anos seguintes daí fui me interessando por outras áreas – ilustração, artes plásticas, fotografia – além de conhecer mais e mais filmes, desenvolvendo um olhar mais crítico e criando referências. Em 2006, passei a me concentrar mais na produção dos filmes animados e enviá-los para mostras e festivais, e passei a viajar por todo o Brasil nestes eventos, conhecendo outros realizadores e cenários de produção pelo país. A partir daí, tenho feito inúmeras parcerias com outros cineastas e estúdios criativos em filmes, trabalhos de encomenda e eventos da área.”

O desejo pela arte

“Hoje vejo que é o movimento em si o que sempre me atraiu. A animação é a arte de controlar o tempo e o movimento, e me sinto imensamente à vontade nesse meio. Podemos trabalhar juntamente com todas as outras áreas de criação artística, o que enriquece demais o nosso trabalho.”

 

Com a Feminize

“O vídeo para a Feminize foi uma grande oportunidade. Para começar, foi a minha primeira parceria com a Polegar Opositor, produtora responsável pela produção e criação da peça. Eles me convidaram para criar os elementos animados para interagir com as modelos do ensaio, e me deram bastante liberdade para criar e pensar nas animações. Usei a técnica da rotoscopia, que consiste em animar em cima de imagens reais – no caso, de pássaros e plantas – o que dá uma sensação de movimento muito particular; são movimentos reais em figuras animadas. A experiência em artes plásticas (pintura e gravura) foi determinante neste trabalho, e as imagens animadas foram pintadas individualmente quadro a quadro. O resultado final foi belamente composto junto às modelos pelos talentos da Polegar Opositor, que finalizou com maestria a peça final, dando personalidade e originalidade ao todo.
Agora que vocês já conhecem o responsável pela arte, que tal assistir mais uma vez ao resultado dessas criações?”

Gostaram do trabalho do Diego? Ele divide um registro dos projetos, ideias, referências e inspirações em um blog pessoal. O endereço é www.cineakel.blogspot.com.br. Acessem!

Deixe uma resposta