É tendência: peplum

No meio dessas reinvenções da moda, existe uma tendência que foi criada lá em 1947 e tem feito o maior sucesso ultimamente. Estamos falando do peplum, criado pelo estilista Christian Dior com uma inspiração que tem tudo a ver com essa temporada: as pétalas de flores. Se você ainda não ligou o nome à coisa, saiba que estamos falando daquele grande babado que aparece na altura da cintura, em blusas, saias, shorts, calças e até casacos, como se fosse uma sainha extra sobre a roupa. Delicada, mas muito diferente, a produção exige alguns cuidados na hora de usar, que vamos esclarecer agora mesmo.

peplum 3

1) A forma mais fácil de usar essa tendência é com uma saia lápis, aquela que é bem sequinha, colada no corpo, sem muitos detalhes. O resultado vai ser discreto, elegante e fácil de combinar.

2) Falando em combinar, o segredo para usar peplum é o equilíbrio. Como o babado extra aumenta (e muito) a silhueta, misture-o com peças mais justas.

3) O peplum valoriza as formas das magrinhas, mas também está permitido para quem um tamanho plus. Isso porque, se usado corretamente, pode disfarçar a barriguinha e afinar a cintura. Mas cuidado com o quadril: para ajudar a amenizar as curvas, use com uma peça neutra, preferencialmente em tons escuros.

4) Baixinhas devem escolher modelos com o babado menor. Para quem tem o corpo estreito ou em formato de triângulo invertido, a tendência é superindicada.

5) Cuidado com o babado aplicado apenas nas laterais da peça, ele pode ressaltar uma gordurinha abdominal indesejada.

6) O peplum sempre vai ser o centro das atenções do look. Se escolher usá-lo, cuidado com os acessórios para não sobrecarregar demais a produção.

Agora, escolha o seu modelo!

peplum

Acredite: seguindo essas orientações, o peplum vai valorizar suas curvas de uma forma que você nem vai acreditar. Experimente!

Deixe uma resposta