Hobby solidário

O que você faz para se divertir? Alguns gastam várias horas em computadores e smartphones, conversando com os amigos. Outros assistem a filmes, seriados, novelas. Há quem prefira fazer exercício ou passear no shopping. Mas também existem pessoas que se divertem ao mesmo tempo em que ajudam o próximo. É isso mesmo que você está pensando: realizar atividades sociais pode fazer tão bem e ser tão divertido quanto outros passatempos que já estamos acostumados.

voluntário

De acordo com o livro The Healing Power of Doing Good (sem tradução para o português), de Allan Luks e Peggy Payne, quatro horas de trabalho voluntário por mês fazem o praticante ter uma saúde bem melhor do que quem não se voluntaria. Isso porque a atividade é responsável por um sentimento de felicidade proveniente da liberação de endorfinas. Esse sentimento, por sua vez, influencia positivamente na saúde física e mental do voluntário. Além disso, esse tipo de ocupação é uma ótima forma de fazer novas e boas amizades e desenvolver habilidades.

Nós, da Feminize, acreditamos realmente em tudo isso e decidimos apresentar a vocês alguns dos amigos que fizemos ao longo do tempo.

A Assossiação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Maranguape, onde se localiza a sede da nossa fábrica, foi fundada em 1996 para ajudar os portadores de deficiência de Maranguape e suas famílias. Além de doações da comunidade, a associação de mantém por meio da confecção e venda de artesanato e realização de bazares beneficentes. Ao todo, são 105 portadores de deficiência assistidos. Um grande número de amigos que você pode fazer, né?

Já o Centro de Educação e Evangelização Universal (CEEU), fundado em 2001, tem o objetivo de ajudar a população carente de Maranguape, entre idosos, dependentes químicos e famílias necessitadas. O trabalho é feito por meio da evangelização e, também, da confecção e venda de artesanato. São 350 pessoas beneficiadas e apenas 06 voluntários. Toda mãozinha é bem-vinda!

O Instituto Volta ao Caminho, que existe desde 2010 com o intuito de ajudar dependentes químicos e suas famílias, desenvolve atividades de plantio, colheita e artesanato com mais de 100 pessoas em acompanhamento, que também realizam atividades físicas e assistem a palestras de incentivo, tudo por uma vida melhor e livre das drogas.

Mas também existem muitos outros lugares pelo Brasil que precisam de ajuda. Em São Paulo, por exemplo, a Liga Solidária, que existe desde 1923, promove diversos programas socioeducativos para mais de 3.200 pessoas. A Associação Roda Viva, no Rio de Janeiro, desenvolve atividades de reforço escolar, esportes, dança e oficinas para jovens. Em Brasília, o Lar dos Velhinhos Bezerra de Menezes atende e assiste idosos abandonados, carentes e sem condições de sustento.

E você nem precisa sair de casa se quiser se tornar um voluntário. Organizações mundiais como o Greenpeace e a Unicef, por exemplo, recebem doações pela Internet, que serão muito bem utilizadas. É possível, inclusive, acompanhar a prestação de contas pelos seus portais.

voluntário 2
Esses são apenas alguns exemplos de lugares muito especiais que precisam da nossa ajuda. Esses cantinhos, associações, organizações e centros de apoio também estão na sua cidade, perto da sua casa, pelos arredores do seu bairro. Faça um teste, dedique um final de semana a conhecer e voluntariar-se a fazer algo bom pelo próximo. Nós garantimos: é o começo de uma vida ainda mais feliz.